Visita ao Mercado Negro

by

Nesse lindo e ensolarado sábado, tive a oportunidade de fazer uma visitinha rápida a um aglomerado de lojinhas do submundo, conhecido como camelódromo. Depois dos meus reais afazeres na região, fui dar uma olhada na situação dos games nas lojas alternativas.

A intenção era ver o que se vende atualmente na parte não legalizada do mercado. Nem precisei perguntar. Ao chegar perto da maior loja do camelódromo, já notei uma cópia de Need For Speed ProStreet sendo entregue a um cliente. A capa tinha formato de embalagem de CD (quadradinha), e estava dentro do saquinho plástico que também protegia o jogo.

Eu já conheço bem o público que compra nesse local. E ao ver uma única cópia de ProStreet sendo vendida, tive certeza de que este é um dos jogos mais vendidos por estes lados. Claro, apesar de não ter visto Guitar Hero sendo vendido nos poucos minutos em que estive presente na loja, sei que este é o único jogo da atualidade que pode competir com ProStreet. A certeza veio com a quantidade de modelos de guitarras de GH à mostra na prateleira, inclusive uma Gibson Les Paul do PlayStation 3, que custava 450 reais.

Os consoles, vindos da nossa fronteira da alegria, estavam com o preço de sempre: PS3 por 2.200 reais (com dois controles e um jogo ou um controle e dois jogos), PS2 por 700 reais (com dois controles, 10 jogos piratas à escolha e um Memory Card), Wii por 1.200 reais (não lembro os brindes) e o famoso Xbox 360 por… nada. “A gente não trabalha com aquela bucha”, disse um dos vendedores. Fiquei tentando imaginar por que o 360 seria uma bucha. Perguntei por que eles não trabalhavam com esse console lá. O motivo alegado foi os defeitos do 360. Pra uma loja que trabalha ilegalmente, mas preza pelos clientes (e não quer ser denunciada para órgãos malignos), não é bom que consoles dêem defeito, pois eles arcam com praticamente todo o prejuízo, tendo que devolver o dinheiro ao cliente ou trocar a máquina.

Talvez o PS2, por ser o console mais conhecido hoje, seja uma propaganda para a Sony, fazendo o PS3 ser bem aceito pelo consumidor. Por isso o Xbox 360 (melhor custo-benefício, digamos assim) ainda não faz falta nas prateleiras da loja. Nos 5 minutos que fiquei lá, um PS3 foi vendido. Isso não foi sorte. É Natal, lembra?

Como sempre, no fim de ano formam-se filas para as compras. O Natal está aí. Todos compram e todos vendem, até as lojinhas do mal.

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: